Ministro Luiz Fux suspende habeas corpus de condenados no Caso Kiss

14 de dezembro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O ministro do STF, Luiz Fux, suspendeu esta tarde o Habeas Corpus dos quatros condenados no Caso Kiss e agora Elissandro Callegaro Spohr e Mauro Londero Hoffmann, sócios do empreendimento, e Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Bonilha Leão, da banda Gurizada Fandangueira, terão que ingressar no sistema prisional imediatamente.

Um Habeas Corpus preventivo havia sido concedido pela 1ª Câmara Criminal do TJRS na semana passada, após a condenação dos réus a penas que variam de 18 a 22 anos, inicialmente em regime fechado, sendo possível a progressão de pena.

O julgamento foi o mais longo da história da Justiça do Rio Grande do Sul.

242 pessoas morreram no incêndio da Boate Kiss em janeiro de 2013, a maioria por intoxicação devido à queima, após o uso inadequado de um artefato pirotécnico chamado sputnik, da espuma utilizada para fazer o isolamento acústico do local.

Notícias Relacionadas

Fontes