Trump pronto para sediar a cúpula do G7 após as eleições

11 de agosto de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O presidente Donald Trump disse na segunda-feira que está interessado em realizar a cúpula do G7 em uma "atmosfera mais silenciosa" após a eleição presidencial de novembro, e que ainda não decidiu se convidará o presidente russo, Vladimir Putin.

Em maio, devido à pandemia de coronavírus, Trump adiou uma cúpula do G7 que esperava realizar entre junho e setembro ou mais tarde, e disse que esperava expandir a lista de convidados para incluir Austrália, Rússia, Coreia do Sul e Índia.

"Estou muito mais inclinado a fazer isso algum tempo depois das eleições… Poderíamos fazê-lo por teleconferência ou marcar uma reunião regular", disse o presidente em entrevista coletiva na Casa Branca.

Trump disse que escolheu o novo cronograma porque irá fornecer "uma atmosfera melhor e mais relaxada para o G7"m Ele não deu uma data específica e disse que nenhum convite foi enviado.

Quando questionado se ele convidaria Putin, Trump disse: “Não sei, mas convidamos várias pessoas para a reunião. Eu iria, é claro, convidá-lo para uma reunião”.

Além dos EUA, o G7 inclui Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Japão e Canadá. A Rússia foi expulsa do então chamado grupo G8 em 2014, após a anexação da Crimeia.

Fontes

Compartilhe
essa notícia: