Seis nações que fazem fronteira com a Guiné se preparam para combater ebola

26 de fevereiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Costa do Marfim, Guiné-Bissau, Libéria, Mali, Senegal e Serra Leoa, as seis nações que fazem fronteira com a Guiné, estão finalizando seus planos operacionais para evitar o alastramento do ebola na África Ocidental. A iniciativa segue diretrizes da OMS, que investiu 1,25 milhão de dólares na operacionalização.

O objetivo é que os países trabalhem rapidamente para detectar novos possíveis casos e isolem os pacientes, enquanto estes recebem tratamento médico.

Postos de triagem estão sendo instalados na fronteira com a Guiné, enquanto a rede de postos de testagem está sendo ampliada, permitindo que comunidades possam responder rapidamente no gerenciamento de quaisquer potenciais surtos.

Segundo a OMS, a doença do vírus ebola é grave e letal, levando cerca de metade das pessoas infectadas à morte. O vírus se espalha entre as pessoas por meio do contato direto com sangue e fluidos corporais contaminados, bem como através do contato com superfícies e materiais contaminados com esses fluidos.

Notícias Relacionadas

Fonte