Rússia anuncia redução do fornecimento de gás natural à Moldávia

23 de novembro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Rússia anunciou ontem (22) que reduzirá a quantidade de gás natural fornecida à Moldávia via Ucrânia.

A empresa estatal russa de energia Gazprom twittou naquele dia que "o desequilíbrio observado durante o fornecimento de gás aos consumidores moldavos em toda a Ucrânia continua".

"Se esse desequilíbrio continuar, a Gazprom começará a reduzir o fornecimento de gás natural através da Ucrânia a partir das 10h do dia 28", afirmou.

Em resposta, um representante ucraniano alegou que todas as mercadorias enviadas pela Rússia através da Ucrânia foram "totalmente transferidas" para a Moldávia.

“Esta não é a primeira vez que a Rússia usa o gás como uma ferramenta de pressão política”, disse ele.

A Rússia envia gás natural para a Europa por meio de quatro rotas: Ucrânia, Alemanha, Turquia e Bielorrússia. Atualmente, apenas rotas via Ucrânia e Turquia estão em operação.

O anúncio da Gazprom ocorre quando o G7 e a União Europeia devem chegar a um acordo sobre um teto de preço para o petróleo bruto russo já hoje (23).

Fontes