Presidente do Quirguistão tenta governar "do subterrâneo"

11 de outubro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O presidente do Quirguistão, Sooronbay Jeenbekov, está pronto para renunciar ao cargo, mas somente depois que a situação no país se normalizar. Isto é afirmado na página oficial do presidente.

Enquanto isso, ainda não se sabe onde o próprio Jeenbekov está. A residência presidencial em Bishkek foi apreendida e destruída há poucos dias por manifestantes insatisfeitos com os resultados das eleições para o parlamento.

Em meio à agitação, o Quirguistão fechou suas fronteiras. Os especialistas observam que Jeenbekov não consegue governar o país. O primeiro-ministro e porta-voz do Parlamento já renunciou.

O secretário de imprensa do presidente russo, Dmitry Peskov, descreveu o que está acontecendo no Quirguistão como "uma bagunça" e "caos". Peskov também admitiu que Moscou está preocupada com o que está acontecendo, mas espera estabilizar a situação.

Fontes

  Президент Кыргызстана пытается руководить страной «из подполья»Voz da América, 11 de outubro de 2020

Compartilhe
essa notícia: