YouTube bloqueia 87 canais vinculados à Rússia

7 de agosto de 2020

No segundo trimestre de 2020, a empresa estadunidense Google bloqueou 87 canais russos e 2.596 canais chineses no YouTube como parte da luta contra a desinformação, informa a agência TASS. Além disso, várias dezenas de canais relacionados ao Irã foram bloqueados.

A maioria dos canais russos publicou vídeos sobre a política interna da Federação Russa. Em russo e inglês falavam sobre a UE, Lituânia, Ucrânia e os Estados Unidos, e também em russo, alemão e farsi sobre a Síria e a resposta dos EUA ao COVID-19. Na China, esses eram canais "principalmente distribuindo spam e conteúdo apolítico". No entanto, apenas uma pequena parte dos canais bloqueados postou conteúdo político, principalmente em chinês. De acordo com o Google, eles publicaram relatórios sobre as medidas tomadas para combater a pandemia e sobre protestos massivos contra a discriminação racial nos Estados Unidos.

No final de julho, o YouTube bloqueou a conta do canal de TV russo Tsargrad. A violação das leis de exportação foi citada como o motivo.

O Conselho presidido pela Federação Russa para o Desenvolvimento da Sociedade Civil e dos Direitos Humanos decidiu entrar em contato com o Google a respeito do bloqueio de canais. O órgão quer resolver a questão da argumentação jurídica de tais bloqueios.

Fontes

Compartilhe