Turquia envia combatentes sírios ao Azerbaijão

1 de outubro de 2020

A Turquia enviou várias centenas de combatentes sírios para apoiar o Azerbaijão em seu conflito com a Armênia, disseram observadores militares e um comandante rebelde sírio.

Rami Abdulrahman, diretor de um grupo de direitos humanos que tem pesquisadores em várias partes da Síria, disse que 300 combatentes já foram enviados ao Azerbaijão, que é um aliado de longa data da Turquia.

O comandante do Exército Nacional Sírio apoiado pela Turquia, Ziyad Haj Obeid, disse que há duas razões para os rebeldes sírios se juntarem ao conflito no Azerbaijão.

“Obviamente, alguém foi para o Azerbaijão motivado por incentivos financeiros, mas outros tomaram uma decisão guiados por um senso de dever para com nossos aliados turcos”, disse Obeid. ”A Turquia tem sido nosso principal apoiador na Síria e apenas agradecemos pelo serviço prestado”.

Dois combatentes sírios entrevistados pela Reuters relataram que os comandantes de sua brigada síria lhes prometeram pagamentos de cerca de US$ 1.500 por mês no Azerbaijão.

O presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev, rejeitou tais acusações, chamando-as de falsas em entrevista. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Turquia, Hami Aksoy, classificou as alegações de "infundadas".

Fontes

Compartilhe