Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe impedidos de votar na Assembleia-Geral da ONU

Agência VOA

Guiné-Bissau.

27 de setembro de 2014

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe não poderão votar na 69ª Assembleia-Geral da ONU que decorre em Nova Iorque por terem em atraso as suas contribuições financeiras para com a organização.

São Tomé e Príncipe.

Embora o dispositivo legal permita que Estados que justifiquem os atrasos possam votar, neste caso os dois países de língua portuguesa não beneficiarão dessa excepção.

Comores, Somália e República Centro-Africana são os demais países africanos impedidos de votar.

Fonte