Guiné-Bissau: polêmica em torno do corte de árvores

13 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Na Guiné-Bissau mantém-se a polémica em torno da nova vaga de abate árvores para fins comerciais.

O presidente Umaro Sissoco Embaló ainda não promulgou o decreto-lei que institui o abate de algumas espécies, mas os atores no setor madeireiro perfilam em acusações, e a Policia Judiciária já se envolveu em operações de apreensões.

FontesEditar