Frente fria põe fim à onda de calor no sul das Américas

A onda de calor que está atingindo regiões do sul do Brasil, centro da Argentina, centro-leste do Paraguai e Uruguai está com os dias contados, já que uma frente fria avança sobre a Argentina e Uruguai e chega ao Rio Grande do Sul (RS) e ao Paraguai entre quarta e quinta-feira.

Com isto, aos poucos chega ao fim o episódio de calor intenso que fez com que várias cidades das áreas atingidas registrassem temperaturas de mais de 40ºC por vários dias seguidos. No RS, segundo a Metsul, hoje já são 12 dias seguidos com temperaturas que ultrapassaram este valor.

O calor deve continuar entre segunda e quarta-feira, não se descartando que as temperaturas ultrapassem os 40ºC no início da semana, em meio a temporais isolados que estão previstos devido à umidade e ao calor.

No RS

Segundo a Metsul, estações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registraram máximas de 41,5ºC em Quaraí no dia 12; 41,7ºC (recorde) em Bagé no dia 13; 40,8ºC em Bagé no dia 14; 40,6ºC em Uruguaiana no dia 15; 41,8ºC em Uruguaiana no dia 16; 40,2ºC no dia 17 em Teutônia; 41,1ºC em Santa Rosa em 18 de janeiro; 41,5ºC em São Luiz Gonzaga no dia 19; 42,1ºC em Uruguaiana no dia 20; 41,8ºC dia 21 em Uruguaiana; 41,6ºC ontem em Uruguaiana e 42,0ºC em São Luiz Gonzaga hoje.

Causas

Entre as principais causas da onde de calor está o La Niña, que há semanas provoca chuvas muito irregulares e mal distribuídas na região. A situação foi agravada por uma área de alta pressão atmosférica que está estacionada sobre a área, que acabou criando um fenômeno chamado de bolha de calor ou domo de calor (do inglês heat dome).

Notícias RelacionadasEditar

FontesEditar