Dia Mundial da Tuberculose: doença ainda mata milhares de pessoas todos os anos

24 de março de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Estima-se que todo ano mais de 1 milhão de pessoas morram de tuberculose em todo planeta, principalmente na África subsariana e no sul da Ásia. É também nestas regiões onde a incidência de casos é maior: em 2019 eram entre 500 e 615 casos por 100 mil habitantes na África do Sul, República Centro Africana, Gabão, Coreia do Norte e Filipinas — os 5 países mais atingidos, segundo o Our World In Data.

Nas Américas, especificamente, segundo a OPAS, são 70 óbitos diários e cerca de 800 novas contaminações confirmadas. Hoje, em Brasília, no lançamento da campanha nacional para combater a doença, a representante da Organização no Brasil, Socorro Gross, disse que atualmente há um aumento da mortalidade no continente e que “nós sabemos quem são as pessoas vulneráveis e temos tratamento.”

No Brasil, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), em 2021 foram registradas 85.219 mortes por tuberculose - o país é 20º em número de casos anuais.

Tratamento

A doença é tratável com antibióticos, que devem ser tomados durante vários meses. Algumas pessoas sofrem com os efeitos colaterais dos medicamentos e desistem de tomá-los, o que costuma levar ao fortalecimento da bactéria (Mycobacterium tuberculosis) e dificultar novos tratamentos.

No Brasil, estima-se que cerca de 22% dos doentes abandone o tratamento.

Dia Mundial

A data foi escolhida porque em 24 de março de 1882 Robert Koch anunciou que havia descoberto a bactéria causadora da doença.

Segundo a OPAS, “celebrar” este dia é importante porque ajuda na “conscientização sobre as consequências devastadoras à saúde, sociais e econômicas desta doença e para intensificar os esforços com o objetivo de acabar com essa epidemia global.”

Notícias Relacionadas

Fontes