Covid-19: Reino Unido decreta lockdown novamente

4 de janeiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido, decretou hoje um novo bloqueio nacional (lockdown). Ele explicou que só na última semana a internação de pacientes por covid-19 aumentou 1/3 e que o número de internados, cerca de 27 mil, é agora 40% maior do que durante o pico da pandemia em abril passado. Além disto, segundo ele, as mortes subiram 20% na semana passada.

"Agora temos uma nova variante do vírus. Tem sido frustrante e alarmante ver a velocidade com que a nova variante está se espalhando. Nossos cientistas confirmaram que essa nova variante é entre 50 e 70 por cento mais transmissível - isso significa que você tem muito, muito mais probabilidade de pegar o vírus e transmiti-lo", disse também durante seu discurso.

"Você só pode sair de casa por razões limitadas permitidas por lei, como para comprar itens essenciais, para trabalhar, se absolutamente não puder trabalhar em casa, para fazer exercícios, para buscar assistência médica, como fazer um teste de Covid, ou para escapar de violência doméstica". Ele também disse que as escolas primárias e secundárias, bem como as universidades, terão que dar as aulas de modo remoto a partir de amanhã e que apenas instituições educacionais para crianças em situação de vulnerabilidade poderão abrir. As escolas também terão que receber filhos de trabalhadores de setores essenciais, como os da Saúde.

Pouco antes de seu discurso, os quatro Chefes do Medical Officer (CMOs) e o diretor do NHS (Sistema de Saúde da Inglaterra) divulgaram uma nota aconselhando que o nível subisse de 4 para 5. Eles justificaram que era possível que o NHS não pudesse mais lidar com um aumento sustentado de casos e que havia um risco do sistema ficar sobrecarregado nos próximos 21 dias.

Dados recentes importantes do Reino Unido

  • em 04/01/2021, hoje portanto, o Reino Unido teve seu maior número de casos novos/dia: 58.874; durante a 1º onda, o pico havia sido em 10/04/2020, com 7.860;
  • em 29/12/2020 o território passou das 50 mil contaminações/dia pela primeira vez, com 53.135 novos casos;
  • de 29/12 a 03/01 todos os dias as novas contaminações passaram de 50 mil;
  • em 30 e 31/12 a mortes/dia passaram de 900 pela primeira vez desde 28 de abril.


Vacinação ainda não contém pandemia

Quase 30 dias após o início da vacinação emergencial, com cerca de 1 milhão de pessoas imunizadas, a maioria profissionais da Saúde e idosos de asilos, a imunização ainda não foi suficiente para conter a pandemia no país.

Segundo especialistas, para atingir a imunidade de rebanho através da vacinação, seria importante vacinar, no mínimo, 50% da população, o que no Reino Unido hoje equivaleria a 34 milhões de pessoas.

Notícias Relacionadas

Fontes

Nota: a não ser quando expresso em contrário, o Governo do Reino Unido (Gov. UK) licencia seus dados de acordo com a Open Government Licence, que permite "copiar, publicar, distribuir, transmitir e adaptar as informações, comercialmente e não-comercialmente", mediante "reconhecimento da fonte das informações".

Compartilhe
essa notícia: