Cabo Verde permite extradição de Álex Saab para os Estados Unidos

4 de janeiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Tribunal de Cabo Verde autorizou a extradição do colombiano Álex Saab Morán para os Estados Unidos, onde é requerido sob a acusação de lavagem de dinheiro. Conforme noticiado pelo jornal colombiano El Tiempo, citando a defesa da Saab, a decisão será objeto de recurso perante o Supremo Tribunal de Justiça.

Em nota, a defesa da Saab afirmou que a decisão representa "uma contestação direta" à ordem do tribunal da Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (Cedeao) de 2 de dezembro.

O empresário colombiano foi preso em 12 de junho, quando seu avião parou para uma parada técnica. Os Estados Unidos o designam como parceiro do contestado presidente Nicolás Maduro, enquanto a Venezuela argumenta que ele tem imunidade diplomática.

O tribunal havia autorizado a extradição para os Estados Unidos em 31 de julho, mas aguardava a decisão.

As autoridades cabo-verdianas argumentam que o país tem independência judicial e não está sob a jurisdição da CEDEAO. A justiça já negou à Saab três habeas corpus.

Fontes

Compartilhe
essa notícia: