Biden é comunicado oficialmente que transição para seu governo foi aprovada por Trump

23 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Emily Murphy, chefe da Administração de Serviços Gerais (U.S. General Services Administration - GSA) do Governo de Donald Trump, enviou hoje um comunicado a Joe Biden, eleito presidente dos Estados Unidos no início de novembro, avisando que o órgão está pronto para começar a "transição formal" entre os Governos Trump e Biden.

A decisão foi tomada após a GSA e Trump se certificarem de que o ainda presidente tem perdido batalhas legais nos estados para que haja uma recontagem de votos ou mesmo ter perdido após a recontagem, o que aconteceu hoje em Michigan. Já na Geórgia na semana passada, após uma auditoria oficial, autoridades declararam que não havia sinal de qualquer fraude - Trump vem alegando desde antes do pleito que as eleições estavam fraudadas, na tentativa de se manter no cargo por mais quatro anos.

Trump cede - em parte

Em seu Twitter Trump escreveu: "eu quero agradecer a Emily Murphy por sua dedicação a nosso pais. Ela tem sido ameaçada e abusada - e eu não quero ver isto acontecer com ela, sua família e funcionários da GSA. Nosso caso FORTEMENTE continua. Nós vamos continuar a boa luta e eu acredito que vamos vencer. No entanto, pelo bem do nosso país eu recomentei que Emily e seu time façam o que é preciso para iniciar o protocolo e disse a meu time para fazer o mesmo".

Biden deve ser oficializado presidente nas próximas semanas

O Colégio Eleitoral dos Estados Unidos tem até o dia 14 de dezembro para se reunir, anunciar seu voto e comunicar a decisão ao Congresso, que por sua vez fará uma declaração oficial no dia 06 de janeiro de 2021.

Biden, segundo o calendário eleitoral, tomará posse em 20 de janeiro de 2020 como o 46º presidente dos Estados Unidos.


Notícias Relacionadas

Fontes