Arnold Schwarzenegger condena Trump e seus aliados e os compara aos nazistas

10 de janeiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O ator e ex-governador republicano da Califórnia Arnold Schwarzenegger divulgou hoje um vídeo em seu Twitter e Instagram para falar da invasão do Capitólio na quarta-feira passada (06/01). Ele disse que recebeu diversas mensagens de pessoas preocupadas com o futuro do país.

Em sua mensagem ele começou dizendo que a invasão foi como a Noite dos Cristais, que as janelas do Capitólio foram quebradas da mesma forma que as das residências dos judeus na Alemanha, no evento que deu início à matança nos campos de concentração. Ele também falou que ambos os eventos tiveram origem em "mentiras e mentiras e mentiras e intolerância".

Ele citou especificamente o grupo extremista e supremacista Proud Boys, dizendo que eram o equivalente aos nazistas. Também citou o presidente Donald Trump, dizendo que ele havia enganado as pessoas com mentiras. "Trump é um líder decaído e vai ficar na história como o pior presidente da história", comentou, fazendo duras críticas aos seus compatriotas republicanos que acreditaram nas mentiras do presidente e que, segundo ele, foram cúmplices dos que invadiram o Congresso.

"Precisamos que nossos representantes sirvam a muito mais do que a seu próprio poder, que a seu partido. Precisamos de representantes que sirvam a ideias muito maiores, que sirvam às ideias que fundaram o país".

No final, ele segurou a espada que usou para interpretar Conan e a comparou aos Estados Unidos: "quanto mais forjada, mais forte ela se torna".

"Sairemos mais fortes disto porque sabemos o que podemos perder. (...) Precisamos de reformas (...) e colocar a democracia em primeiro lugar", falou, acrescentando: "e aqueles que pensam que podem derrotar nossa democracia, saibam disso: vocês nunca vão vencer".

Ele também disse que apoiará Joe Biden durante seu mandato e lhe desejou sucesso. "Deus o abençoe e abençoe a América", terminou.

A postagem do ator ganhou destaque e o termo "Arnold" esteve nos topic trends do Twitter nos Estados Unidos por toda tarde.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia: