Vulcão Fagradalsfjall entra em erupção na Islândia

20 de março de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Vista aérea da erupção no início da manhã do dia 20

Aproximadamente às 20h45 da noite passada, a lava começou a jorrar de uma abertura no solo ao redor de Fagradalsfjall, perto da cidade pesqueira de Grindavík, na península de Reykjanes. A erupção é considerada pequena e, devido à sua localização, não há ameaça para nenhuma área povoada ou infraestrutura essencial. Algumas estradas nas proximidades da erupção foram fechadas e as pessoas foram aconselhadas a ficar longe de vales e outros lugares próximos onde gases tóxicos podem se acumular.

A erupção ocorre após mais de duas semanas de intensa atividade sísmica, que começou com um terremoto de magnitude 5,7 em 24 de fevereiro. A erupção é parte de um evento geológico em andamento que foi notado pela primeira vez em janeiro de 2020 como um elevação mensurável na terra nas proximidades da erupção. O Aeroporto Internacional de Keflavik, em Reykjavík, foi brevemente fechado na noite passada, enquanto os cientistas avaliaram a situação e confirmaram se o tráfego aéreo era seguro. Todos os voos para a Islândia foram retomados normalmente e os corredores de voos internacionais já estão abertos.

A erupção foi captada pela primeira vez por uma câmera posicionada perto da montanha e também foi confirmada em imagens térmicas de satélite. Helicópteros da Guarda Costeira islandesa sobrevoaram a área com cientistas a bordo logo após o início da erupção. Eles descrevem a erupção como muito pequena, com produção de lava relativamente insignificante que provavelmente terá vida curta. A última erupção na Península de Reykjanes foi registrada há mais de 700 anos e as erupções no Monte Fagradalsfjall (Monte do Vale Fair) ocorreram há cerca de 6.000 anos.

"Este tipo de erupção em um local como este não causa preocupação na Islândia. Esperávamos que a atividade sísmica em andamento resultasse em um evento vulcânico como este. Devido à localização privilegiada da fissura, a erupção representa uma trégua nas atividades sísmicas em andamento, que têm sido muito desconfortáveis ​​para as pessoas que vivem nas proximidades do evento. Continuaremos monitorando a erupção e garantindo a segurança das pessoas que vivem na área ", disse Katrín Jakobsdóttir, Primeira-Ministra da Islândia.

A resposta a qualquer potencial atividade vulcânica é liderada pelo Departamento de Proteção Civil e Gestão de Emergências da polícia em cooperação com o Escritório Meteorológico da Islândia e a Universidade da Islândia.

A erupção é classificada como uma erupção de fissura (muitas vezes referida como do tipo islandês) e geralmente não resulta em grandes explosões ou produção significativa de cinzas espalhadas na estratosfera. Os cientistas esperam que a erupção dure entre alguns dias e algumas semanas.

As informações mais recentes sobre a erupção podem ser encontradas no site do Icelandic Met Office.

Fontes

Nota: conforme o Disclaimer and copyright no website do Gov of Iceland, "as notícias e outros conteúdos publicados pelos Ministérios na web podem ser usados ​​livremente por todos", desde que reconhecida sua fonte.