Texas em alerta para o Furacão Rita

21 de setembro de 2005

Ficheiro de satélite do Furacão Rita no Golfo do México, em 21/set/2005. Fonte: NOAA.
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Ao mesmo tempo em que a contagem do número de mortos vitimados pelo furacão Katrina chega a mil, o furacão Rita se aproxima dos sul dos EUA com crescente força, alcançando intensidade de categoria 4 na escala de Furacões de Saffir-Simpson (5 é a intensidade de maior potência destruidora).

Rita, que era antes uma tempestade tropical, se transformou em furacão em questão de horas. Por causa de tantas mudanças, o National Hurricane Center acredita ser possível que o furacão atinja a categoria 5. No momento, os ventos batem os 200 km/h e estão sobre o Atlântico, na costa das Bahamas, região sul da Flórida e próximo de Cuba.

O estado norte-americano do Texas deve sentir a força do Rita já no fim-de-semana. É possível ele rumar para o norte e atingir também a cidade de Nova Orleães, com menos força.

O prefeito de Houston apelou à população para que esta deixe a cidade.

O prefeito de Nova Orleães, Ray Nagin, em vista da nova situação, clamou a todos os que ainda estão nas localidades, para que se preparem para uma nova evacuação. Peritos temem que o sistema de diques ainda não suporte a força da água da chuva e que por causa disso ocorra outra inundação.

Autoridades da Louisiana contabilizaram hoje mais 63 corpos de vítimas do furacão Katrina, que era categoria 4 e devastou o litoral sul norte-americano.

Com o Rita, já são 17 as tormentas e 9 os furacões até agora este ano na região.


Fontes