Taylor Hawkins, baterista da Foo Fighters, morreu por overdose de drogas, apontam exames preliminares

27 de março de 2022

Hawkins em 2017
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Exames preliminares feitos por médicos legistas da Colômbia, onde Taylor Hawkins, baterista da banda Foo Fighters, faleceu na noite de sexta-feira, indicam que ele morreu de overdose de drogas. Análises toxicológicas revelaram a presença de ao menos dez tipos de substâncias no corpo do músico, incluindo maconha, antidepressivos, benzodiazepínicos e opioides, reporta a imprensa.

Hawkins tinha 50 anos e foi encontrado morto no quarto do hotel onde a banda estava hospedada, na cidade de Bogotá (capital colombiana), pouco antes do show que o grupo faria no festival Estéreo Picnic. Hoje o grupo também se apresentaria no Festival Lollapalooza, em São Paulo.

Além da Foo Fighters em 1997, Hawkins foi baterista de Alanis Morissette e da banda experimental progressiva chamada Sylvia, depois renomeada Roadrunner Records. Em 2004 ele também iniciou um projeto paralelo independente, com o qual lançou três álbuns.

Notícia Relacionada

Fontes