Rodrigo Chaves é eleito presidente da Costa Rica após vencer no segundo turno

4 de abril de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O economista e candidato do Partido Social Democrata do Progresso (PPSD), Rodrigo Chaves, 60, se tornou o presidente eleito da Costa Rica neste domingo, obtendo um total de 52% dos votos, acima dos 47,15% que obtiveram seu rival José María Figueres, do Partido da Libertação Nacional.

De acordo com o último corte da Justiça Eleitoral da Costa Rica feito à noite, com um total de 98,15% das apurações, Chaves passou Figueres, 67, com mais de 100 mil votos.

O nível de abstencionismo manteve-se em níveis históricos, registando 42,23%, segundo o órgão eleitoral que registou que o nível de participação foi de 56,77%.

Figueres e Chaves disputaram este domingo o segunda turno, depois de nenhum dos dois ter conseguido 40% dos votos no primeiro dia de fevereiro, onde participaram um total de 25 candidatos.

“Parabenizo Rodrigo Chaves e desejo o melhor para ele”, disse Figueres, reconhecendo a vitória de seu adversário que recebeu fortes acusações por ter recebido uma sanção por assédio sexual quando trabalhava no Banco Mundial.

Chaves, por sua vez, fez um discurso conciliador em um hotel de San José onde disse que "recebeu com a mais profunda humildade a sagrada decisão do povo costarriquenho".

“Para mim este resultado não é para comemorar, não é uma medalha ou um troféu, mas sim uma enorme responsabilidade, cheia de desafios e dificuldades que todos nós vamos enfrentar”, sublinhou perante os seus adeptos.

Fontes