Presidente moçambicano autoriza reinício dos campeonatos esportivos

29 de outubro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O Presidente de República, Filipe Nyusi, autorizou nesta quinta-feira, 29, o “início dos campeonatos nacionais de todas modalidades desportivas a partir do dia 15 de novembro, numa fase inicial sem a presença do público”.

Em comunicado à nação, o presidente deu conta que no período de vigência do estado de calamidade pública, o país “experimentou o incremento de casos, óbitos e internamento de pacientes com a COVID-19".

O Chefe de Estado referiu que no mês de setembro registaram-se 4.812 infecções do novo coronavírus e em outubro 3,662 casos, enquanto "a taxa de ocupação de camas triplicou nos últimos dois meses na cidade de Maputo, com aumento substancial no mês de setembro".

Não obstante esta situação, Nyusi anunciou novas medidas para a contínua reanimação da economia, com destaque para a "reabertura de 182 instituições das indústrias culturais e criativas e o reinício da atividade do setor produtivo”.

Por outro lado, o Chefe de Estado autorizou a realização dos treinos da seleção sub-20 de futebol, que de 3 a 13 de dezembro vai participar do Torneio de COSAFA, realizado em Port Elizabeth, na África do Sul.

Nyusi também autorizou regresso aos treinos na modalidade de voleibol nos escalões que têm compromissos internacionais, como é o caso da etapa de qualificação para os Jogos Olímpicos de 2021.

Nas novas medidas anunciadas esta quinta-feira, Nyusi autorizou também que as cartas de condução caducadas podem ser renovadas até 31 de dezembro de 2020.

No âmbito das medidas em vigor relativas a viagens, o presidente moçambicano anunciou que “as crianças de zero aos 11 de idade ficam isentas de realizarem teste de Covid-19 para entrar no país” e para os adultos os “testes passam a ter validade de 14 dias”.

Fontes