Pompeo: países terceiros não devem intervir na escalada em Alto Carabaque

23 de outubro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Para reduzir a escalada em Alto Carabaque, é necessário que terceiros países fiquem longe do conflito e não "ponham lenha na fogueira". Isto foi afirmado pelo secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, em uma reunião com repórteres.

“É uma situação muito difícil, tanto in loco quanto no campo diplomático. Nossa posição, como a posição de quase todos os Estados europeus, continua sendo a de que para encerrar este conflito, para enfraquecer a escalada, nenhum outro país deve interferir, fornecer armas, fornecer apoio”, disse Pompeo.

Só então, em sua opinião, haverá potencial para se chegar a uma solução diplomática aceitável para todos.

Pompeo observou que discutirá este assunto com os Ministros das Relações Exteriores da Armênia e do Azerbaijão em 23 de outubro.

Anteriormente, soube-se que os chanceleres dos dois países também manterão reuniões com os co-presidentes do Grupo de Minsk da OSCE em Washington no dia 23 de outubro.

A Armênia e o Azerbaijão concordaram com uma trégua humanitária a partir da meia-noite de 18 de outubro, mas alguns minutos depois se acusaram mutuamente de violá-la.

Desde 27 de setembro, uma guerra em grande escala com o Azerbaijão está acontecendo em Artsaque. Além dos militares, civis foram feridos e mortos, há jornalistas feridos.

Fontes

  Помпео: Чтобы ослабить эскалацию в Карабахе, третьи страны не должны вмешиваться в конфликт — Panarmenian, 21 de outubro de 2020.