Polônia permitiu voos com a Rússia

1 de setembro de 2020

A Polônia retirou a Rússia da lista de países com os quais voos foram proibidos devido à pandemia do coronavírus. Isto foi afirmado no site do governo polonês na terça-feira, 1 de setembro.

As autoridades polacas prepararam uma nova lista de 44 estados dos quais não aceitarão aeronaves. O decreto entrará em vigor na quarta-feira, 2 de setembro, enquanto o documento é válido para 15 de setembro.

A Polônia ainda não aceita aeronaves, em especial, dos seguintes países: Israel, Espanha, Malta, Armênia, Cazaquistão, Brasil, Índia, Gibraltar, Líbia, Líbano, Macedônia, Paraguai, Namíbia, Romênia e EUA. Além da Rússia, a China e vários outros países também foram excluídos da lista.

A proibição não se aplica a aeronaves militares e àquelas que operam voos com o consentimento do primeiro-ministro da República.

A proibição total de voos internacionais na Polônia foi introduzida em meados de março devido à pandemia do coronavírus. Os planos para retomar os voos com a Rússia foram anunciados na semana passada.

A Rússia, por sua vez, retomou voos apenas para Reino Unido, Tanzânia, Turquia e Suíça. Hoje soube-se que a Rússia concordou em uma retomada gradual do tráfego aéreo com a Bielorrússia.

Na Polônia, com uma população de 38 milhões de pessoas, foram registados quase 68 mil casos de COVID-19, morreram mais de 2 mil pessoas. De acordo com o Ministério da Saúde, 550 novos casos foram registrados nesta terça-feira.

Fontes

Compartilhe