Pelo menos 22 são presos em protestos contra preços de alimentos no Irã

13 de maio de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A televisão estatal iraniana informou no dia 13 que as autoridades iranianas prenderam pelo menos 22 manifestantes que protestavam contra um grande aumento no preço dos alimentos.

A agência de notícias estatal 'IRNA' do Irã informou que as autoridades prenderam 15 pessoas e 7 pessoas, respectivamente, na cidade de Dezful na província de Khujestan e na cidade de Yasuj na província de Kogiluyebuyer Ahmad durante a noite.

Em outra cidade da província de Khuzestan, Andymeshik, 200 pessoas protestaram contra uma onda de alimentos e um bombeiro ficou ferido enquanto manifestantes jogavam pedras contra a polícia e os bombeiros no local.

Os protestos ocorreram logo depois que o governo iraniano anunciou nesta semana que aumentaria os preços do óleo de cozinha, frango, ovos e leite em até 300%, citando problemas na cadeia de suprimentos global e a invasão russa da Ucrânia, um grande exportador de alimentos.

Fontes