Abrir menu principal

Onda de raptos volta a crescer em Moçambique

Agência VOA

O ministro do interior Alberto Mondlane reconhece que a situação atingiu um ponto extremamente alarmante.

26 de novembro de 2014

Em Moçambique, está de novo a crescer a onda de raptos a empresários ou respectivos familiares, particularmente na cidade do Maputo.

Depois do rapto de Mohamed Bashir Sulemane, um dos mais conceituados empresários nacionais, mais dois raptos foram registados nas últimas 24 horas na capital moçambicana. O ministro do interior Alberto Mondlane reconhece que a situação atingiu um ponto extremamente alarmante.

De todos os rapto recentes, incluindo o do empresário Mohamed Bachir Suleman, registado há mais de duas semanas, a polícia parece não ter ainda pistas dos autores e o ministro do Interior espera a ajuda da sociedade.

Do cidadão de nome Issufo, raptado ontem, 25, no bairro da Mafalala, um dos mais emblemáticos subúrbios de Maputo, informações de fontes familiares, que não se quiseram identificar, dizeem ter sido solto, desconhecendo-se, no entanto, as circunstâncias da libertação.

Notícia Relacionada

Fonte

Compartilhe essa notícia: