Nasrallah ameaça Israel com "guerra aberta"

15 de fevereiro de 2008

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Hassan Nasrallah, líder do grupo Hizbollah, culpou Israel pela morte do comandante Hizbollah Imad Mughniyeh e ameaçou os israelenses com uma "guerra aberta".

A declaração de Nasrallah foi proferida na quinta-feira perante milhares de militantes Hizbollah durante funeral de Imad Mughniyeh em Beirute, capital do Líbano. Nasrallah disse: "Com este assassinato, seu processo, local e método. Zionistas, se vocês querem guerra aberta, que o mundo inteiro ouça: que a guerra seja aberta".[1]

O líder Hezbollah classificou o assassinato de Mughniyeh como um acontecimento "fora do campo de batalha natural com Israel" e acrescentou que "o sangue de Mughniyah irá destruí-los [israelenses] da existência se esta for a vontade de Deus".[2]

O terrorista Imad Mughniyeh foi morto por um carro bomba na terça-feira, em Damasco, capital da Síria. Ele era um dos terroristas mais procurados no mundo, acusado de participar de ataques mortais contra Israel nas décadas de 1980 e 1990. O governo israelense negou participação no caso.

O Departamento de Defesa dos EUA disse que as ameaças de Nasrallah devem ser levadas a sério. O porta-voz do Departamento de Estado Sean McCormack disse que tendo em vista o facto de o Hezbollah ter um longo histórico de actos terroristas globais, o mundo todo deveria ficar preocupado. McCormack ressaltou que a presença do Ministro das Relações Exteriores Iraniano Manouchehr Mottaki durante os funerais de Imad Mughniyeh é "uma mostra dos laços históricos entre o Irã e o grupo terrorista Hizbollah". Segundo McCormack, Irã é "o maior aliado do Hizbollah".

O governo israelense colocou em estado de alerta embaixadas e outros pontos importantes ao redor do mundo, além de ter reforçado as forças militares na fronteira com o Líbano.[3]


Fontes

Referências

  1. http://english.aljazeera.net/NR/exeres/7B35F189-3CF2-4EFE-8281-ED0C49B61B88.htm
  2. http://www.latimes.com/news/nationworld/world/la-fg-militant15feb15,1,7372536.story
  3. http://www.voanews.com/english/2008-02-14-voa6.cfm