Abrir menu principal

Morre aos 39 anos, a cantora brasileira Deise Cipriano, do Fat Family

13 de fevereiro de 2019

Morreu ontem à tarde (12) a cantora brasileira Deise Cipriano, do grupo musical Fat Family. A notícia da morte da cantora foi confirmada pela assessoria de imprensa do grupo e confirmada pelo hospital. A cantora Deise Cipriano estava internada no hospital Instituto do Câncer na cidade de São Paulo desde dezembro do ano passado, após receber alta depois de ficar internada por quatro meses (24 de agosto a 27 de dezembro de 2018) para tratar o câncer no fígado e chegou a passar 19 dias em coma.

Há um mês, Deise vinha se recuperando em sua casa, indo ao Instituto do Câncer para exames de rotina e retornos médicos. Após queda de imunidade constatada em alguns exames, a cantora voltou ser internada no mesmo hospital. Na manhã de segunda-feira (11), ela apresentou falta de ar, queda de pressão arterial, precisando ser sedada, o que levou ao óbito no dia seguinte (terça-feira, 12).

Biografia

O grupo Fat Family formado por sete integrantes, incluindo Deise Cipriano (na época com 17 anos, nascida em 5 de novembro de 1980), surgiu no cenário musical no Brasil nos primeiros meses de 1998, quando foi lançado o primeiro álbum pela gravadora EMI Music e vozes sincronizadas (agudas e graves com bastante nitidez), mostrando seu porte físico acima do peso (daí o nome da banda em inglês), serem inspirados em grupos vocais e de música negra norte-americanas. O grupo também ficou conhecido pelo uso da "coreografia do pescoço", que todos os fãs tentavam imitar, mas o julgavam difícil.

O primeiro álbum trazia o sucesso "Jeito Sexy" (versão de "Shy Guy" de Diana King), além de outras músicas como a regravação de "Killing Me Softly with His Song" (gravado originalmente pela cantora estadunidense Roberta Flack) e "Onde Foi Que Eu Errei?" (que virou tema da personagem da atriz brasileira Cláudia Jimenez na novela Torre de Babel, exibida na Rede Globo no mesmo ano). Após seu sucesso estondoso, passaram em diversos programas de auditórios na televisão da época: o Planeta Xuxa e o Domingão do Faustão (ambos da Rede Globo); o Domingo Legal (do SBT); o H (da Bandeirantes).

Em 1999, foi lançado o segundo CD, intitulado "Fat Festa". Os sucessos deste álbum ficaram por conta das canções "Eu Não Vou, "Madrugada", "Fat Family" (versão de We Are Family, composta por Nile Rodgers para o grupo Sister Sledge) e a regravação a capela de Oh Happy Day. Em umas das músicas lançadas, a canção "Gulosa" virou tema de abertura da novela Andando nas Nuvens (da Rede Globo). Pouco tempo depois, o grupo recebeu a mais nova integrante Suely, formando assim um octeto.

No fim do mesmo ano, o grupo estreou nas telonas de cinema (juntamente com apresentadora e a própria Xuxa Meneghel) no filme Xuxa Requebra. No filme, o grupo interpretou os "Fat Capanagas", que foram contratados pela personagem de Elke Maravilha (1945-2016), que era a antagonista. No final do filme, o grupo cantou a canção "Chegou a Festa", faixa pertencente ao novo CD. Com roupas brancas e posicionados como um coral, foram regidos pela mãe deles, Nelita Cipriano.

Em 2001, foi lançado o terceiro álbum intitulado "Pra Onde For, Me Leve". A regravação da faixa "Fim de Tarde", que foi o grande sucesso da cantora Cláudia Telles, também obteve êxito nas rádios. Outros singles foram: "Pra Onde For, Me Leve", "Sem Parar", "Noite de Setembro" (versão de September de Earth, Wind and Fire) e "Pudera" (gravado por Tim Maia). Este foi o último trabalho do grupo pela gravadora EMI. O grupo participava com frequência dos programas Eliana, Programa Raul Gil, Planeta Xuxa e Hebe. Diferentemente de outros álbuns, não chegou ter tanta repercussão e o grupo começou aos poucos desaparecer na mídia.

Em 2003, a irmã caçula da família Deise Cipriano, que era cristã católica se tornou evangélica após culto na casa do então lutador de vale-tudo (na época, era o nome dado para artes marciais mista sem uso das armas, hoje chamado de MMA) Vitor Belfort, amigo da família. Após sua conversão ao protestantismo cristianismo, Deise levou todos os integrantes a serem evangélicos. Foi nessa época que o grupo lançou o quarto CD, intitulado Fat Family (pela nova gravadora Sum Records) com grande variedade de estilos, entre eles o MPB e o Gospel. O álbum inteiro foi feito de regravações de grandes sucessos nacionais e internacionais: Lilás (Djavan), Amor de Índio (Milton Nascimento), Força Estranha (Caetano Veloso); do gospel foram: Joyful, Joyful (gravada originalmente para o filme Mudança de Hábito 2), Poor Pilgrim of Sorrow, O Homem de Nazareth e Deus é o Amor (que recebeu também versão remixada no mesmo álbum).

Em 1º de fevereiro de 2005, os integrantes Celinho, Suzetti e Kátia se submeteram à cirurgia de redução do estômago no mesmo dia e eliminaram juntos 177 kg. Em 2007, a integrante Simone, também se submeteu a cirurgia feita pelos irmãos Sônia (empresária do grupo e irmã, que fez a cirurgia em 2004), Celinho, Suzetti e Kátia. Em 2006, Sidney Cipriano e Celinha Batista Cipriano deixaram o grupo depois de oito anos para dedicarem carreiras solo em música cristã gospel. Sidney Cipriano adotou o nome artístico de Sidney Sinay e gravou CD em 2007 intitulado "Sidney Sinay: Um Novo Homem". Celinha Cipriano também adotou o nome artístico de Célia Soul e lançou três álbuns: "Tua Palavra" (2011), "Um Novo Tempo" (2013) e "Teu Espírito" (2015). Em 2016, outro intagrante do grupo, Suely Cipriano deixou o Fat Family e não quis seguir carreira solo ou cantar.

No entanto, o grupo ficou afastado da mídia por quase duas décadas por dedicarem a carreira gospel, mas ensaiaram sua volta em participações em anos recentes no grupo Harmonia do Samba, cantando Apenas Um Toque. Em 2014, recebeu o convite do apresentador do Domingo Legal, Celso Portiolli, para participar da estreia do quadro Parece Que Foi Ontem. Em 2015, Kátia recebeu o convite da Rede Record para participar do reality show "Além do Peso" (no programa Hoje em Dia), mas deixou o programa na primeira semana após descobrir que estava grávida de seu terceiro filho.

Em 2016, com o contrato da WB Produções Artísticas, o grupo volta aos palcos, depois de longo período sem gravar. Fez várias participações em programas de TV como Altas Horas (da Globo), Todo Seu (da TV Gazeta), Legendários (Record) e Sabadão com Celso Portiolli (no SBT). O grupo também se apresentou na Virada Cultural em São Paulo, no mesmo ano. Em 20 de maio, o grupo lançou a nova canção de trabalho "Mexe Esse Pescoço Aí", cujo clipe teve participação do ator e cantor Thiago Abravanel.

Histórico

Deise Cipriano é a segunda cantora do grupo musical Fat Family a morrer em nove anos. Em 1º de fevereiro de 2011, o irmão da cantora, Sidney Cipriano, morreu de parada cardíaca no Hospital Regional de Sorocaba (interior do Estado de São Paulo), local onde estava internado desde o dia 7 de janeiro do mesmo ano, após sofrer Acidente Vascular Cerebral em sua residência. Ele tinha 46 anos de idade e foi integrante do grupo musical de 1996 a 2006.

Em julho de 2018, em umas das últimas aparições em vida pública, Deise esteve entre os 100 jurados do programa musical Canta Comigo, da RecordTV (ex-Rede Record), mas foi afastada do jurado um mês depois, quando foi internada e submetida à quimioterapia para tratar o câncer no fígado, chegando a passar 19 dias em coma durante o mês de outubro.

Na época, Talita Cipriano, filha de Deise, que tinha seguido os passos da mãe cantora, chegou a raspar o cabelo em seu apoio à ela durante o tratamento. Chegou a ser finalista na edição do programa The Voice Kids da Globo, quando ficou em terceiro lugar.

Fontes

Compartilhe essa notícia: