18 de novembro de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Uma pessoa morreu e seis ficaram feridas na sequência de tiros disparados pela Polícia da República de Moçambique (PRS) para reprimir uma manifestação de membros e apoiantes do Partido Renamo na província de Nampula.

O porta-voz da Polícia, Zacarias Nacute, disse que quatro pessoas ficaram feridas e que os agentes tiveram de intervir depois dos manifestantes desobedecerem normas.

Cinco foram detidos.

O representante da Renamo disse que os apoiantes pretendiam manifestar o seu descontentamento depois do Conselho Constitucional (CC) ter solicitado à Comissão Nacional de Eleições (CNE) a remessa de editais e atas das mesas de votação num prazo de 24 horas.

Issufo Raja acrescentou que os manifestantes queriam pressionar o órgão de gestão eleitoral a não enviar editais manipulados.

“Nós estávamos a ir em direção ao local do comício, a polícia começou a disparar, foi quando a minha segurança mandou-me parar, mas sete pessoas foram baleadas, uma morreu, era idosa, um dos feridos foi transferido para Nampula. Não houve qualquer motivo para que a polícia disparasse, não houve qualquer agitação, queríamos manifestar como sempre fazemos”, explicou Raja.

O comando da polícia confirmou o pedido de realização de manifestação, mas afirmou que os membros do Renamo desobedeceram os preceitos legais ao portarem objetos contundentes.

Fontes editar