Mais de 200 ativistas ambientais foram mortos em todo o mundo no ano passado

29 de julho de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Pelo menos 212 ativistas ambientais foram mortos em 2019 em todo o mundo, disse a organização de monitoramento Global Witness na quarta-feira.

Assim, o ano passado estabeleceu um triste registro das mortes de ativistas que lutam contra a destruição da natureza.

Colômbia e Filipinas respondem por 64 e 43 casos, respectivamente, ou pouco mais da metade do total. Eles são seguidos pelo Brasil, México, Honduras e Guatemala.

O número real provavelmente é maior devido a dados incompletos ou mal relatados, especialmente na África, informou a organização não-governamental em sua pesquisa anual.

Cerca de 40% das vítimas eram indígenas. Dois terços dos casos ocorrem na América Latina. Um décimo dos mortos são mulheres.

Fontes