Guiné-Bissau passa a ter vice-primeiro-ministro

4 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Governo da Guiné-Bissau passa a ter a figura do vice-primeiro-ministro que, por acumula, a pasta de ministro da Presidência do Conselho de Ministros.

Soares Sambú, até aqui um dos seus principais conselheiros do presidente Úmaro Sissoco Embaló assume o novo cargo, bem como o de ministro do Conselho de Ministros, até agora ocupado por Mamadu Serifo Djaguité.

A nomeação e demissão foram comunicadas pela presidência à imprensa, garantindo que o nome de Sambú foi proposto pelo primeiro-ministro, Nuno Gomes Nabiam.

Esta é a segunda vez que um Presidente da República nomeia um vice-primeiro-ministro, depois de Koumba Yala ter feito o mesmo em 2000.

A decisão do presidente Úmaro Sissoco Embaló acontece numa altura em que se tem falado muito sobre divergências no seio da coligação governamental integrada por MADEM-G15, PRS e APU, este liderado pelo actual-primeiro-ministro, Nuno Gomes Nabian.

Soares Sambú foi director de campanha de Umaro Sissoco Embaló e integrou vários governos do PAICG, partido que abandonou para integrar o MADEM-G15.

Fontes

Compartilhe
essa notícia: