Estado Islâmico mata nove civis contrários ao grupo extremista

Agência Brasil

5 de outubro de 2014

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Integrantes do grupo extremista Estado Islâmico mataram hoje (5) a tiros nove civis a quem acusavam de conspirar contra o movimento radical, na província de Nínive, no norte do Iraque. Segundo autoridades locais, as vítimas foram executadas diante de várias testemunhas, em uma estação de ônibus.

Os jihadistas disseram que os acusados foram executados “por serem infiéis e por conspirarem contra o Estado do Califado Islâmico, e por colaborem com o governo iraquiano”. Os integrantes do grupo alertaram que todos que conspirarem contra o Estado Islâmico “terão a mesma sorte”.

A província iraquiana de Nínive foi tomada em junho passado pelos jihadistas, que afirmam estar em uma guerra santa e proclamaram um califado nos vastos territórios que controlam na Síria e no Iraque.

Hoje uma combatente curda fez um ataque suicida contra uma posição do Estado Islâmico na cidade síria de Kobane. O ataque causou um número ainda não confirmado de mortes.

Fonte

Compartilhe
essa notícia: