EUA anunciam oficialmente saída da OMS

8 de julho de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Casa Branca notificou formalmente as Nações Unidas de que os Estados Unidos estão se retirando da Organização Mundial da Saúde (OMS), apesar do crescente número de casos da COVID-19 no país.

O presidente Donald Trump congelou o financiamento dos EUA para a OMS em abril e um mês depois anunciou suas intenções de sair da organização. Ele acusou a OMS de ter um viés pró-China no tratamento do novo coronavírus e exigiu reformas.

“Nós detalhamos as reformas que devem ser feitas e nos envolvemos diretamente com eles, mas eles se recusaram a agir. Como eles falharam em fazer as reformas solicitadas e muito necessárias, hoje encerraremos o relacionamento”, disse Trump em maio.

Sob as regras da OMS, qualquer país que sai da organização deve avisar com um ano de antecedência. Se Trump perder a eleição de novembro, o próximo presidente poderá decidir permanecer.

Os Estados Unidos são membros fundadores da OMS, fundada em 1948, e tem sido seu maior doador.

Fontes