EUA: Biden nomeou seus principais auxiliares econômicos

1 de dezembro de 2020

Janet Yellen (2015)
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, nomeou na segunda-feira seus principais funcionários para lidar com a economia devastada pelo coronavírus do país, incluindo a ex-presidente do Federal Reserve dos Estados Unidos, Janet Yellen, que foi a primeira mulher a liderar o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos em seus 231 anos de história.

Além disso, Biden nomeou Neera Tanden, atualmente presidente do Center for American Progress, um grupo liberal de pesquisa e defesa de políticas públicas de Washington, como diretora do Escritório de Gestão e Orçamento do governo. Se confirmada pelo Senado dos Estados Unidos, Tanden seria a primeira mulher negra e a primeira sul-asiática-americana a chefiar a agência.

Biden também nomeou Wally Adeyemo, um funcionário de política econômica de longa data, para ser o adjunto de Yellen, o primeiro afro-americano a ocupar a segunda posição no Departamento do Tesouro.

O presidente eleito nomeou a economista trabalhista Cecilia Rouse, reitora da escola de relações públicas e internacionais da Universidade de Princeton, como presidente do Conselho de Consultores Econômicos da Casa Branca. Ela seria a primeira negra e a quarta mulher a ocupar o cargo.

Biden escolheu dois outros economistas - Jared Bernstein e Heather Boushey - como membros do conselho econômico.

Fontes