Dezenas de milhares de refugiados recém-chegados ao Uganda precisam de apoio urgente

29 de abril de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Mais de 35.000 refugiados que fugiram para Uganda este ano em busca de segurança contra a violência na República Democrática do Congo e no Sudão do Sul precisam desesperadamente de assistência humanitária.

A agência de refugiados da ONU, o ACNUR e 44 parceiros humanitários estão pedindo urgentemente US$ 47,8 milhões para responder às necessidades críticas dos refugiados recém-chegados.

Uganda já abriga mais de 1,5 milhão de refugiados, a maior população de refugiados do continente africano. Embora os 35.000 refugiados que chegaram este ano constituam apenas uma fração desse número, suas necessidades são grandes.

O porta-voz do ACNUR, Boris Cheshirkov, disse que um terço deles chegou apenas nas últimas três semanas da RDC. Eles fugiram de intensos combates.

Cheshirkov disse que o ACNUR está trabalhando com o governo de Uganda e parceiros humanitários para fornecer assistência emergencial e proteção aos refugiados nas áreas de fronteira. Ele acrescentou que estão sendo feitos esforços para transferi-los para assentamentos de refugiados o mais rápido possível.

Fontes