Covid-19: Reino Unido detecta casos da variante brasileira em seu território

1 de março de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Ao menos seis (06) casos de infecção pela variante P.1 do Sars-Cov-2, identificada pela primeira vez em Manaus, Brasil, foram detectados no Reino Unido pelo Public Health England (PHE). Três deles foram encontrados na Inglaterra, sendo dois em pessoas de uma mesma família residente em South Gloucestershire que haviam viajado ao Brasil.

Os dois casos de South Gloucestershire foram rapidamente rastreados e estão sendo acompanhados pela Equipe de Proteção à Saúde do PHE, sendo que todas as pessoas que tiveram contato com os infectados estão agora em quarentena.

O PHE e o NHS Test and Trace estão acompanhando todos os passageiros do voo LX318 da Swiss Air, que saiu de São Paulo, via Zurique, e pousou em Londres em 10 de fevereiro. Todos os passageiros serão testados, bem como seus familiares.

Busca pelos outros contaminados

Com relação ao terceiro caso na Inglaterra, o indivíduo não teve seu cartão de testes preenchido, portanto, os detalhes para o rastreamento não estão disponíveis. Para tentar encontrar a pessoa, o PHE disponibilizou números de telefone para quem realizou testes para covid-19 entre 12 ou 13 de fevereiro e não recebeu o resultado fazer contato imediatamente.

Outro número também foi disponibilizado para os passageiros do voo da Swiss Air que não tenham sido contatados. Estas pessoas e seus familiares deverão fazer um teste para saber se estão infectados com a cepa P.1 ou não.

A variante P.1 foi considerada como 'preocupante', pois compartilha algumas mutações importantes com a variante identificada pela primeira vez na África do Sul (B.1.351), como a E484K e a N501Y. É possível que essa variante responda menos às vacinas atuais, mas são necessários mais estudos para entender isso, alertou o Ministério da Saúde do Reino Unido.

Notícia Relacionada

Fontes