Covid-19: Elizângela é internada em estado grave; ela era contra a vacinação

21 de janeiro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Elizângela 02.jpg

A cantora, ícone dos anos 1970, e atriz global Elizângela foi internada ontem no Hospital Municipal José Rabello de Mello de Guapimirim, na Baixada Fluminense, devido ao agravamento da covid-19. Ela não necessitou ser intubada, mas está no CTI (Centro de tratamento (ou terapia) intensiva) e sua condição hoje é considerada "estável".

Segundo a prefeitura, ela já havia procurado atendimento na semana passada, tendo sido medicada. Já ontem, ao voltar ao hospital, ela foi encaminhada imediatamente para a "sala vermelha", onde os médicos tiveram que estabilizá-la.

A atriz, de 67 anos, era radicalmente contra a vacinação e em 2020 causou polêmica em suas redes sociais ao publicar que a “penetração forçada sem consentimento é estupro”.

Carreira

Sua carreira na televisão começou em 1964 como apresentadora dos programas A Outra Face do Artista e Jornal Infantil da Excelsior, mas foi apenas em 1965, no programa Essa Gente Inocente, que ela teve um pouco mais de fama. Atuou em mais de 30 novelas, sendo a primeira destacável Cavalo de Aço, onde contracenou, entre outros, com Tarcísio Meira, Glória Menezes, Betty Faria, Carlos Vereza, Stênio Garcia, Arlete Salles, Cláudio Cavalcanti, Renata Sorrah, José Wilker, José Lewgoy e Mario Lago.

Sua última novela foi A Dona do Pedaço, em 2019.

Sua discografia inclui Ele ou Você (1978), Coisas do Amor (1979) e um single, Pertinho de Você (1978), que lhe rendeu o Disco de Ouro (ouça aqui).

Ela também trabalhou no cinema e teatro, mas apesar da intensa vida artística, segundo sua biografia na Wikipédia, diversas vezes sofreu com problemas financeiros.

Premiações

Seus primeiros prêmios foram no Festival de Cinema de Santos de 1969 e 1970 , mas ao longo da carreira ela levou onze troféus, incluindo o Melhores do Ano Revista Contigo! em 1978 e o Troféu UOL TV e Famosos em 2017 como melhor atriz coadjuvante em A Força do Querer.

Referências

Fontes