Coronavírus: COVID-19 tem parado todas as guerras

27 de março de 2020

À medida que a Corona Vírus (COVID-19) se espalha pelo mundo, seu impacto está chegando à guerra.

No dia 25, o Comitê Central do Partido Comunista das Filipinas aceitou um cessar-fogo declarado unilateralmente pelo governo das Filipinas e entrou na chamada "trégua corona" com o governo das Filipinas de 26 a 15 do mês seguinte. Uma situação em que a epidemia interrompeu a guerra civil que estava ocorrendo.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse na Líbia: "Mantivemos um acordo de trégua, apesar dos inúmeros desafios". Além disso, conflitos armados em todo o mundo, como os rebeldes curdos na Síria que propõem uma trégua humanitária e os rebeldes camaroneses que lutam contra as forças do governo de Camarões, entraram em um estado de colapso devido à disseminação da nova Doença Infecciosa por Corona Vírus (COVID-19).

As Nações Unidas e vários países também estão propondo um cessar-fogo para combater a Corona Vírus (COVID-19) em zonas de guerra como Síria, Iêmen e Palestina, que ainda estão em conflito. Chama-se atenção de forma como as partes envolvidas das guerras receberam a proposta de aceitarem trégua no futuro.

Fontes

Compartilhe