Cineasta americano e ex-presidentes da América Latina assinam petição por Lula

Agência VOA

13 de janeiro de 2018

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Liderando as intenções de voto para as eleições de outubro, Lula foi condenado a nove anos e seis meses de prisão por corrupção

Uma petição defendendo a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva às eleições presidenciais no Brasil recebeu mais de 170.000 assinaturas, inclusive a do cineasta Oliver Stone e de quatro ex-presidentes sul-americanos.

À medida que se aproxima o julgamento que pode impedir Lula de se candidatar, a petição intitulada "Uma eleição sem Lula seria fraudulenta" foi assinada pela argentina Cristina Kirchner, o uruguaio José Mujica, o equatoriano Rafael Correa e o colombiano Ernesto Samper, além do cineasta Oliver Stone.

Liderando as intenções de voto para as eleições de outubro, Lula foi condenado a nove anos e seis meses de prisão por corrupção, mas será julgado em apelação no dia 24 de janeiro.

"A tentativa de fixar para 24 de janeiro, em tempo recorde, a data do julgamento em apelação de Lula não é legal. Trata-se de um puro ato de perseguição política do líder mais popular do país", denuncia a petição, traduzida em sete idiomas.

Além do cineasta americano Oliver Stone, outras personalidades assinaram o texto, como o ator Wagner Moura e o psicanalista francês Michel Plon.

Fonte