Brasil: 'Hipster da Federal' morre ao tentar invadir fazenda em Goiás

6 de março de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O policial federal Lucas Valença, 36 anos, apelidado de "Hipster da Federal", teve um surto psicótico e morreu na madrugada desta quinta-feira (3) após tentar invadir uma fazenda na zona rural de Buritinópolis, em Goiás.

O agente foi baleado e morto por um morador que alegou estar em legítima defesa, disse a Polícia Civil. O morador foi preso por posse ilegal de arma.

Lucas Valença invadiria a fazenda depois de gritar “havia um demônio” na casa e desligar as luzes da residência. Familiares do policial disseram à polícia que ele estava em estado mental desde o dia anterior. Ouvindo gritos e movimentos, os moradores atiraram em Lucas com uma espingarda.

A advogada de Lucas, Sindd Lopes disse que o policial estava em tratamento para depressão e viajou para Goiás para comemorar o aniversário do irmão em um rancho da família. Segundo ela, os parentes acreditavam que ele havia saído a pé, pois estava escuro e ele não conseguiu retornar ao rancho. Ela disse que ainda era sua primeira explosão.

Sindd também disse que a família não tinha planos de registrar uma queixa contra o vizinho. A polícia de Goiás vai abrir uma investigação para apurar se o proprietário realmente tomou medidas para proteger a si e sua família.

A polícia disse que o atirador pagou fiança e vai aguardar a conclusão da investigação. O morador informou aos agentes que estava em casa com a esposa e a filha de três anos quando começou a ouvir gritos.

Fontes