Blinken participa da reunião do G-7 em meio a tensões crescentes com a Rússia, China e Irã

11 de dezembro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Agência VOA

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, participa de conversas que começaram no sábado entre os ministros das Relações Exteriores do Grupo dos Sete (G-7) em Liverpool, com um apelo da secretária de Relações Exteriores britânica, Liz Truss, para se unirem contra o autoritarismo.

O apelo de Truss veio enquanto ministros das democracias mais ricas do mundo, informalmente conhecidas como G-7, discutiam o aumento de tropas da Rússia ao longo da fronteira com a Ucrânia, as ambições nucleares do Irã e a tomada militar do Myanmar.

“Precisamos de nos unir fortemente para enfrentar os agressores que buscam limitar os limites da liberdade e da democracia”, disse Truss ao abrir a sessão de dois dias sem mencionar países específicos.

O principal diplomata dos Estados Unidos reuniu-se na sexta-feira com Truss e os seus colegas da França e da Alemanha e discutiu como fazer avançar as negociações nucleares com o Irã. Blinken reúne-se separadamente no sábado com os ministros das Relações Exteriores do Japão, Itália e Austrália.

Blinken também terá uma série de encontros presenciais com ministros das Relações Exteriores da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) como parte de uma viagem de 9 a 17 de dezembro que também o levará à Indonésia, Malásia, Tailândia e Havai.

A viagem de Blinken é parte de um esforço dos Estados Unidos para avançar ainda mais na sua "parceria estratégica" com a ASEAN, já que a administração do Presidente Joe Biden visa iniciar uma nova "estrutura econômica Indo-Pacífico" no início de 2022.

Esta é a primeira vez que os países da ASEAN foram incluídos na reunião de ministros de Relações Exteriores e de Desenvolvimento do G-7, realizada em Liverpool.

Os principais diplomatas discutem os esforços da China para aumentar a sua influência na região do Indo-Pacífico, bem como o aumento de tropas da Rússia na Ucrânia e a pandemia global de coronavírus.

Em Jacarta, Indonésia, na próxima semana, Blinken fará comentários sobre a importância da região Indo-Pacífico e destacará a importância da Parceria Estratégica Estados Unidos-Indonésia.

Fonte