Ataque mata embaixador italiano na República Democrática do Congo

23 de fevereiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O embaixador da Itália na República Democrática do Congo (RDC), Luca Attanasio, morreu nesta segunda-feira, 22, na sequência de um ataque a tiros contra uma caravana das Nações Unidas em Goma, no leste do país.

A informação foi confirmada pelo Ministério das Relações Exteriores italiano, que lamentou a morte do diplomata.

"É com profunda tristeza que o Ministério dos Negócios Estrangeiros confirma a morte, hoje em Goma, do embaixador italiano na República Democrática do Congo, Luca Attanasio, e de um soldado", lê-no comunicado comunicado.

Guillaume Djike, porta-voz do exército da RDC, disse à agência France Presse que Attanasio “morreu em consequência dos ferimentos" à bala, quando acompanhava uma visita do Programa Alimentar Mundial e que, de além do embaixador, houve mais duas vítimas mortais, entre elas um solidado italiano que fazia a segurança da caravana.

"Não vamos nos esquecer da importância daqueles que trabalham pelo nosso país no exterior", escreveu numa rede social o ministro da Saúde da Itália, Roberto Speranza.

A agência italiana de notícias Ansa informou que o chefe da delegação da União Europeia no país também estava entre os ocupantes do veículo alvejado, mas não confirmou se terá ficado ferido.

Também não há informações sobre as motivações do ataque, que teve lugar numa região flagelada pela violência de grupos armados há mais de 25 anos, que lutam pelo controlo da riqueza do solo e subsolo.

Goma acolhe o Parque Nacional da Virunga, uma jóia natural, turística e em perigo de extinção.

Fontes