Armênia investiga circunstâncias de vazamento de dados de vítimas da COVID-19

27 de junho de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Na Armênia, iniciou um processo criminal devido a publicação de dados sobre vítimas da COVID-19 na rede social Facebook. O caso foi aberto de acordo com o artigo 144 do Código Penal.

Em 2 de junho, apareceu uma publicação no Facebook, na qual lista informações pessoais (nomes, sobrenomes, patronímicos, datas de nascimento, datas de óbito, endereços e hospitais onde foram atendidos) de 132 vítimas do coronavírus.

O Comitê de Investigação da Armênia (SC) está tomando medidas para determinar a identidade do dono da página, oculta na rede social sob o nome zndan711 (em armênio: Զնդան). O SC apresentou uma moção ao tribunal de jurisdição geral da cidade de Erevã, a qual foi concedida.

Fontes