Após 19 anos, Wikipédia pretende bloquear edições de anônimos

9 de setembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Nos últimos 19 anos a Wikipédia tornou-se a maior wiki da internet, sendo um dos sítios mais acessados do mundo. Todo esse êxito é graças aos milhões de colabores voluntários, tanto pessoas que possuem uma conta ou não.

No entanto, há desvantagem em aceitar edições de qualquer pessoa: o "vandalismo". Segundo as regras da Wikipédia, presume-se que os editores atuem de boa-fé, no entanto, qualquer pessoa pode ser bloqueada do sítio se, mesmo após avisada, continuar violando suas regras.

Um dos principais argumentos observados na enciclopédia é que a maioria dos vandalismos decorrem de usuários não registrados.[Nota 1] A Wikipédia em português já realizou pelo menos 15 discussões para bloquear edições de anônimos.

A última discussão teve início em 23 de agosto, pelo usuário Renato de Carvalho Ferreira. O principal argumento observado na votação decorrente é que cerca de "80% dos vandalismos são de usúarios não registrados". O Wikinotícias analisou os dados e eles não são precisos.

Segundo o próprio usuário, o número inicial de 80% é decorrente da Wikipédia anglófona e foi registado entre os anos 2004 e 2007. A versão em inglês possui um número substancialmente maior de usuários e artigos, ou seja, não são compatíveis.

A segunda análise foi realizada com base nas reversões.[Nota 2] O utilizador Albertoleoncio afirma que 86,8% das reversões realizadas nos últimos 31 dias foram de edições efetuadas por IP's e apenas 13,2% por usuários registrados.

Esses dados só levam em consideração as edições de 15 administradores.[Nota 3] Segundo a última atualização, realizada há 3 meses, existem 68 administradores ativos na Wikipédia. Além disso, qualquer pessoa pode realizar uma reversão, concluindo que o percentual de vandalismos realizados por IP's possa variar significativamente.

O principal argumento contra a proposta é baseado nos "Cinco Pilares", que são princípios definidas por Jimmy Wales e adotadas por todas as versões da Wikipédia. Diferente das demais regras, essas são fixas: a página em português afirma que “não podem ser objeto de revisão nem de alteração”.

O terceiro pilar define a Wikipédia como uma “enciclopédia de conteúdo livre que qualquer pessoa pode editar”. Se a proposta for aprovada, passará a ser apenas pessoas que criarem uma conta. No entanto, os defensores da implantação da restrição argumentam que a frase no terceiro pilar de Wikipédia:Cinco pilares "A Wikipédia é uma enciclopédia de conteúdo livre que qualquer pessoa pode editar", faz a ligação em "conteúdo livre" para "direitos de autoria", não se referindo a "livre para editar" e que a segunda parte da frase ("que qualquer pessoa pode editar") não ficaria comprometida pois qualquer pessoa poderia editar, apenas seria necessário o registro sem necessidade nem mesmo de um email. Outro argumento para a implantação da necessidade de registro é que é mais fácil usar IPs dinâmicos para vandalizar do que criar vários registros, e bloquear um IP dinâmico não surte efeito progressivo prático, o que não ocorre com bloqueios de usuários registrados.

Notas

  1. Normalmente eles são referidos como "usuários anônimos", no entanto a Wikipédia registra o endereço IP.
  2. Todos os projetos desenvolvidos pela Fundação Wikimedia (como o Wikinotícias, Wikipédia e Commons) armazenam todas as edições realizadas, assim é possível desfazê-las.
  3. Administradores são um grupo de usuários que podem excluir ou proteger páginas, bloquear usuários, entre outras ações.

Fontes

 
Esta notícia contém reportagem original de um Wikicolaborador.