Uruguai e Brasil avançam na hidrovia entre as lagoas Mirim e dos Patos

9 de agosto de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O governo do Uruguai anunciou ontem que há uma "troca muito fluida" com o Brasil no que diz respeito a uma hidrovia entre as as lagoas Mirim e dos Patos. No plano de trabalho também está previsto a construção do porto de Tacuarí, que deverá, principalmente, facilitar o comércio de granéis como soja e arroz entre os dois países.

O subsecretário de Transportes e Obras Públicas do Uruguai, Juan José Olaizola, visitou a área prevista para o local da construção do porto a cerca de 3,5 quilômetros da foz do rio Tacuarí, na lagoa Mirim. "Por trás de projetos como este, o objetivo é otimizar os custos logísticos, neste caso, a saída da produção exportável do nosso país (principalmente do noroeste e leste) para o porto (brasileiro) de Rio Grande", disse Olaizola.

Um grupo de trabalho formado pelo governo do Brasil ainda estuda a viabilidade econômica do projeto, que ainda incluirá dragar o canal San Gonzalo na área de Sangra Douro, numa área de 8 quilômetros, e balizar e sinalizar a lagoa Mirim para permitir a navegação.

Fontes