Tribunal russo proíbe operação do Facebook e Instagram na Rússia

21 de março de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Um tribunal de Moscou decidiu rotular a Meta Platforms como uma “organização extremista”, uma medida que efetivamente proíbe suas plataformas de mídia social Facebook e Instagram.

O tribunal disse em 21 de março que sua decisão entra em vigor “imediatamente.”

Os promotores estaduais apresentaram o pedido após uma reportagem de 10 de março de que a Meta Platforms estava permitindo que usuários do Facebook e Instagram em alguns países pedissem violência contra russos e soldados russos após a invasão não provocada da Ucrânia por Moscou em 24 de fevereiro.

As autoridades russas já haviam bloqueado o acesso ao Facebook depois que ele bloqueou algumas postagens da mídia estatal.

Moscou vem tomando medidas para limitar o acesso à mídia independente, incluindo mídias sociais, no ano passado.

A designação, segundo os promotores, banirá apenas o Facebook e o Instagram e não a plataforma de mensagens WhatsApp da Meta.

Os russos que ainda têm contas nos serviços foram informados de que não enfrentarão responsabilidade legal, mas alguns advogados de direitos humanos alertaram que tais promessas podem ser quebradas.

A Rússia já baniu o Facebook por restringir o acesso à mídia russa, enquanto o Instagram foi bloqueado depois que o Meta disse que permitiria que usuários de mídia social na Ucrânia postassem mensagens pedindo violência contra o presidente russo Vladimir Putin e as tropas que Moscou enviou à Ucrânia em 24 de fevereiro.

A Meta não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Fontes