Sri Lanka envia dois ministros à Rússia para comprar petróleo

27 de junho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O governo do Sri Lanka, que defende a neutralidade na invasão da Ucrânia, enviará dois ministros à Rússia no dia 27 para negociar a importação de petróleo.

O ministro da eletricidade e energia do Sri Lanka, Kanchana Wijesekera, reuniu-se com repórteres no dia 26 e disse que o Ministério das Relações Exteriores do Sri Lanka e o embaixador do Sri Lanka na Rússia coordenaram negociações de compra de petróleo.

“Seria benéfico para nós se pudéssemos comprar petróleo diretamente do governo ou das empresas russas”, disse o ministro Wijesekera. "O debate está em andamento".

Os protestos contra o governo estão se espalhando enquanto o Sri Lanka está passando por uma escassez de petróleo, já que sua economia praticamente entrou em colapso devido à inadimplência de cerca de US$ 7 bilhões em dívida nacional.

O governo do Sri Lanka posicionou policiais e militares armados em todos os postos de gasolina.

O primeiro-ministro do Sri Lanka, Ranil Wickremesinghe, disse em entrevista à Associated Press em meados de março que não tinha escolha a não ser comprar petróleo da Rússia.

“Se não conseguirmos petróleo e carvão de outras fontes, talvez tenhamos que voltar para a Rússia”, disse ele.

Fontes