Secretário de Estado dos EUA diz que Talibã não respeita os direitos das mulheres

29 de julho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, pediu à comunidade internacional que pressione o regime talibã do Afeganistão por não respeitar os direitos das mulheres.

O secretáriofez as declarações na cerimônia de inauguração do órgão consultivo EUA-Afegão criado para proteger os direitos das mulheres.

Blinken disse que mulheres e crianças foram em grande parte eliminadas da vida pública sob o governo interino do Talibã, que assumiu o controle do Afeganistão em agosto do ano passado.

Em particular, ele criticou fortemente a decisão do Talibã de proibir as meninas de frequentarem a escola secundária.

Blinken enfatizou que investir na educação das mulheres e na inclusão política cria economias mais fortes e sociedades mais estáveis ​​e resilientes.

Ele disse que o governo dos EUA continua a instar o governo do Talibã a reverter suas decisões em relação às mulheres.

Os Estados Unidos dizem que se o governo talibã pode obter reconhecimento ou apoio internacional depende de ações concretas, incluindo o respeito aos direitos humanos das mulheres.

Fontes