Secretário-Geral da ONU: é necessário criar condições para um cessar-fogo na Ucrânia

26 de abril de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Falando após um encontro pessoal em Moscou com o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, o secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu um cessar-fogo na Ucrânia e expressou sua convicção de que "quanto mais cedo terminarmos esta guerra, melhor para o povo da Ucrânia, para o povo da Federação Russa e para aqueles que estão muito além das suas fronteiras".

“Estou preocupado com os repetidos relatos de violações do direito internacional humanitário, direitos humanos e possíveis crimes de guerra. Eles exigem uma investigação independente para efetivamente levar [os perpetradores] à justiça”, disse o secretário-geral da ONU, acrescentando que a Ucrânia “precisa urgentemente de corredores humanitários”.

Para tanto, propôs a criação de um grupo de contato humanitário com a participação da Rússia, Ucrânia e ONU “para buscar oportunidades de abertura de corredores seguros com a cessação local das hostilidades, bem como para garantir sua eficácia.”

O secretário-geral enfatizou especialmente a difícil situação em Mariupol e disse que "as Nações Unidas estão prontas para mobilizar plenamente seus recursos humanos e logísticos para ajudar a salvar vidas em Mariupol".

Guterres também expressou sua preocupação com a forte aceleração dos preços de alimentos e energia, que "causam enorme sofrimento a centenas de milhões das pessoas mais indefesas do mundo".

“Quanto mais cedo a paz for estabelecida, melhor - tanto para a Ucrânia, quanto para a Rússia e para o mundo inteiro”, afirmou o secretário-geral da ONU.

Fontes