Rússia e Alemanha reduzem ainda mais o fornecimento de gás

26 de julho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Rússia anunciou que reduzirá o fornecimento de gás natural através do gasoduto 'Nordstream 1' para a Alemanha para 20% de sua capacidade.

A empresa estatal russa de gás Gazprom anunciou no dia 25 que suspenderá a operação de turbinas a gás para manutenção.

A Gazprom explicou que, se as turbinas forem desligadas, a quantidade de gás natural destinada à Alemanha terá que ser reduzida em mais 20%.

Mais cedo, a Rússia já havia cortado seus embarques de gás para a Europa em 60% desde junho.

A Gazprom fechou o gasoduto que liga a Rússia à Alemanha no dia 11 para trabalhos de manutenção anual. Dez dias depois, as exportações de gás para a Europa foram retomadas, mas a oferta permaneceu no mesmo nível de antes da interrupção.

Enquanto isso, um porta-voz do Ministério da Economia alemão disse em um comunicado no dia 25 que não havia razão técnica para cortar o fornecimento de gás e criticou o movimento do lado russo como uma decisão política.

O governo alemão está pedindo ao público e às empresas que reduzam o consumo de gás, dizendo que o fornecimento de gás natural russo permanecerá instável por muito tempo.

Fontes