Rússia acusa 29 jornalistas britânicos de divulgar informações falsas e os expulsa do país

15 de junho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Citando a “difusão de informações falsas”, a Rússia proibiu 29 jornalistas e representantes da mídia britânicos de entrar no país na terça-feira, disseram fontes oficiais.

“Os jornalistas britânicos incluídos na lista estão envolvidos na disseminação deliberada de informações falsas e unilaterais sobre a Rússia e os eventos na Ucrânia e Donbas”, disse o ministério em comunicado.

“Com suas avaliações tendenciosas, eles também contribuem para alimentar a russofobia na sociedade britânica”, acrescentou.

Entre os banidos estão vários jornalistas da Times, Daily Telegraph, Independent e The Guardian.

“É triste, mas não totalmente surpreendente”, disse Mark Galeotti, um especialista em Rússia que está entre os banidos.

Até agora, o governo britânico ofereceu mais de US$ 937 milhões em apoio militar à Ucrânia, incluindo sistemas de defesa aérea, milhares de mísseis antitanque, vários tipos de munições, centenas de veículos blindados e outros equipamentos.

Fontes