Quase um terço dos smartphones vendidos não é suportado pelo fornecedor

31 de julho de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Quase um terço dos smartphones ​​vendidos no comércio eletrônico não são mais suportados pelo fabricante, deixando os usuários em risco de serem invadidos.

De acordo com um estudo da revista britânica Which?, 31% de todos os telefones vendidos na cadeia de segunda mão CeX não recebem mais atualizações de segurança. No caso do musicMagpie e SmartFoneStore, esses números são 20% e 17%, respectivamente.

Os pesquisadores relataram suas descobertas nos mercados, e o musicMagpie retirou todos os dispositivos não suportados da venda. A SmartFoneStore comprometeu alertar os clientes sobre riscos à segurança. Os representantes da CeX ainda não comentaram a situação.

Lembraremos que antes se sabia que mais de um bilhão de dispositivos Android em todo o mundo são vulneráveis ​​a ataques de hackers, uma vez que não recebem mais as atualizações de segurança necessárias. De acordo com um estudo da Which?, 42,1% dos usuários ativos do Android em todo o mundo usam o SO versão 6.0 ou anterior.

Isso coloca os usuários de dispositivos mais antigos em risco de invasão por malware, perda de dados e ataques cibernéticos.

Fontes